Vereadores barram projeto de desafetação de rua do Jardim Canadá

Publicado Sexta, 09 Agosto 2019 18:07
Desacordo: Desafetação de parte da Rua Princesa Margareth no Jardim Canadá Desacordo: Desafetação de parte da Rua Princesa Margareth no Jardim Canadá

Prefeitura lamenta negativa e afirma que além de passar pelos estudos técnicos necessários, como a análise de viabilidade de trânsito, a proposta foi aprovada pela população em audiência pública.

O Projeto de Lei 1712/18, que tramitava na Câmara Municipal de Nova Lima desde abril do ano passado, ganhou um capítulo final e foi arquivado pela Casa Legislativa. A lei autorizaria a “desafetação da categoria de uso comum”, que corresponde à desafetação de parte da Rua Princesa Margareth, localizada no Bairro Jardim Canadá. Em parágrafo único, a lei explicita que a “venda” do trecho de 1.787.50 m2 teria valor equivalente a R$ 2.482.640,87, conforme laudo técnico emitido pela Comissão Municipal Permanente de Avaliação de Imóveis.

A moradora Neusa Maria Moura Santos, 65, que reside há 48 anos na rua Yuri, paralela à via, foi uma das responsáveis por uma série de protestos contra a aprovação do projeto. “Juntamos muitas pessoas e fizemos um abaixo assinado contra este abuso. A Rua Princesa Margareth é crucial para nós, pois necessitamos do caminho para nossos afazeres diários. Há uma escola aqui do lado. Imagina a falta de organização que teríamos se fechássemos essa passagem? Isso prejudicaria a população daqui”, afirmou.

O residente Evaldo Araújo de Santana, dono de um lava-jato na rua há cinco anos, disse que caso fosse aprovada, a desafetação teria grande impacto na vida da população local. “Eu nunca fui procurado por ninguém para saber se seria interessante ou não a venda desta rua. Iria atrapalhar muito a minha renda, pois dificultaria o acesso dos clientes ao meu estabelecimento. Ainda bem que os moradores se juntaram e manifestaram contra essa decisão”, revelou.

Novos empregos

A Prefeitura de Nova Lima lamentou o arquivamento do projeto de desafetação da categoria de uso comum da Rua Princesa Margareth, no Bairro Jardim Canadá. Em nota, o município esclareceu que “lamenta o arquivamento da proposta que, além de passar pelos estudos técnicos necessários, como a análise de viabilidade de trânsito, por exemplo, foi aprovada pela população em audiência pública”. Os encontros com a comunidade ocorreram nos dias 3 e 22 de outubro de 2017, quando foi realizada votação que teve resultado favorável à desafetação da rua.”

Para o prefeito de Nova Lima, Vitor Penido, a deliberação do Legislativo não correspondeu à vontade da população local. Além da possibilidade de ocorrerem demissões, a comunidade deixará de ser beneficiada por meio dos quase R$ 2,5 milhões que seriam destinados ao bairro caso o projeto tivesse sido aprovado. “Nova Lima corre o risco de perder essa empresa e, claro, os equipamentos trazidos por ela. Estamos falando de quase 500 postos de trabalho e cerca de 500 veículos emplacados na cidade”, finalizou o prefeito.

Fátima Belmiro, moradora da região, informou em embora não tenha participado da audiência pública que discutiu o projeto de desafetação da área, entende que o momento atual exige que o governo promova a geração de emprego e renda. E que seria importante para o município de Nova Lima novos postos de trabalho com a instalação de novas empresas, por exemplo. Ela também relatou que a região do Jardim Canadá precisa de um olhar atento por parte da prefeitura, para as obras tão solicitadas pelos moradores.   

Um jornal moderno, com a credibilidade e a leveza no jeito diferente de informar. Notícias, cultura, gastronomia, negócios, eventos e muito mais sobre um dos bairros mais charmosos de BH.

31 3264.0211 | 3286.1181

Edição Digital

Inscreva-se e receba o Jornal Belvedere em formato PDF.

Não mandaremos Spam!