Fundação Torino: internacionalidade e pluralismo cultural

Publicado Segunda, 10 Junho 2019 20:20
Metodologia: Alunos da Scuola Elementare da Fundação Torino Escola Internacional Metodologia: Alunos da Scuola Elementare da Fundação Torino Escola Internacional

Escola Internacional, localizada no Belvedere, tem formado cidadãos para as universidades brasileiras, europeias e americanas, aptos a navegar em um mundo hiperconectado, com a fluência de protagonistas do complexo cenário contemporâneo.

A Fundação Torino Escola Internacional foi criada em Belo Horizonte, em 1975, antes mesmo da inauguração da primeira fábrica da Fiat no Brasil, com o intuito de proporcionar, aos filhos de funcionários da montadora, a continuidade de estudos em uma escola italiana. Em 1992, de escola exclusivamente italiana, a Fundação passa a receber estudantes brasileiros a fim de atender a uma demanda da sociedade mineira, que a reconhecia como uma instituição de ensino de referência e passa, assim, a ser bicultural, incorporando também o currículo brasileiro à sua proposta didático-pedagógica. Naquela época, ainda não era forte o movimento das escolas internacionais, mas a Fundação Torino já sabia da necessidade e da importância de se formar cidadãos para o mundo e, tendo a Itália como porta de entrada para a internacionalidade, tinha o berço da civilização ocidental como base para um modelo educacional, consolidado pela tradição científica e humanística.

Nos últimos 43 anos, a escola tem formado cidadãos para as universidades brasileiras, europeias e americanas, aptos a navegar em um mundo hiperconectado, com a fluência de protagonistas do complexo cenário contemporâneo. A alfabetização das crianças acontece em português e italiano. A língua inglesa faz parte do currículo desde a educação infantil, e o espanhol é introduzido a partir do sexto ano.

Avançando no ensino da língua, para atender às necessidades futuras dos estudantes, a escola também oferece, há três anos, a disciplina de Programação dentro de sua estrutura curricular, a partir da Scuola Materna (para crianças com cinco anos de idade) até a Scuola Media (para adolescentes até 14 anos). As ações educacionais da Fundação ultrapassam seus muros, trazendo várias conexões entre temas como literatura, música, arte, esportes, tecnologia, entre outros.

Para além dessas múltiplas linguagens, a vivência internacional também acontece de diversas outras maneiras. Dentro de sua proposta de formar cidadãos do mundo, a Fundação Torino promove, a partir do Ensino Fundamental, viagens culturais internacionais, acompanhadas por educadores. A primeira experiência é uma viagem à Itália, no 5º ano e, a segunda, no 9º ano, é uma visita a cinco capitais europeias, com roteiros históricos, culturais e artísticos.

Outra oportunidade que amplia os horizontes dos estudantes é o intercâmbio, experiência que pode ser vivenciada nas escolas com as quais a Fundação Torino tem acordo de cooperação. Finalmente, a conclusão do Ensino Médio é coroada com a obtenção de dois diplomas: o italiano, que abre caminho para as unidades do exterior, aceito em toda a comunidade europeia e em outros países do mundo, e o brasileiro.

A Fundação Torino Escola Internacional está de portas abertas para receber as famílias interessadas em conhecer de perto seu espaço físico e sua proposta pedagógica. A partir de agosto será realizado o Processo de Admissão de alunos do 6º ao 9º ano, para início das aulas em fevereiro de 2020.

Um jornal moderno, com a credibilidade e a leveza no jeito diferente de informar. Notícias, cultura, gastronomia, negócios, eventos e muito mais sobre um dos bairros mais charmosos de BH.

31 3264.0211 | 3286.1181

Edição Digital

Inscreva-se e receba o Jornal Belvedere em formato PDF.

Não mandaremos Spam!